quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Companhia dos Pés no Festival Panorama 

Com sua primeira edição organizada em 1992, o Festival Panorama  é realizado pela Associação Cultural Panorama desde 2007 e traz a proposta de ocupar a cidade do Rio de Janeiro com dança e projetos dos mais variados formatos, apresentando as relações que o corpo constrói com o espaço,tempo e público.

O Panorama já é parte do calendário cultural da cidade e ponto de encontro de mais de 20 mil pessoas por edição. Dança, tecnologia, novas dramaturgias do corpo – tudo se conjuga para formar um festival único no Brasil. 


Com participação na edição de 2015 com o espetáculo Dança Baixa, a Companhia dos Pés retornou ao Festival Panorama em 2017 (edição 25+1) com os espetáculos Dança Anfíbia e Dança Baixa.

Dança Baixa: propõe um tempo para estarmos em nós mesmos e neste mergulho íntimo aproximar-se de nossa história e cultura. Aposta num processo em que o encontro entre diferenças potencializa a criação. Como exercício de uma política do chão,coloca a questão das diferenças e das referências culturais no centro do processo criativo. Em cena, constrói-se uma sinestesia repleta de intimidade e de ancestralidade.


Dança Anfíbia : toma como ponto de partida a metáfora lançada por Gilberto Freire de ser “a gente alagoana uma gente anfíbia”. Propõe um mergulho nas possibilidades evolutivas que a vontade de criar é capaz de gerar, entendendo o processo de criação em dança como um processo adaptativo. Neste processo, lançar-se nos riscos das descobertas, dos devires e das relações, admitindo as ambiguidades, ambivalências e contradições humanas como potências de inventividade.

Após uma intensa semana de muita dança, debates, interação e vivências a Companhia dos Pés  retorna com a sensação de dever cumprido.






quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Dança Anfíbia faz circulação pelo interior de Alagoas

A companhia dos Pés foi contemplada com o prêmio Prêmio Diogo Silvestre de Dança dentro do Fica - Fomento e Incetivo à Cultura em Alagoas, com duas apresentações do espetáculo DANÇA ANFÍBIA, sendo uma em Maceió e outra em Arapiraca. Nessas apresentações utilizaremos o recurso da Audio-descrição para Cegos.

Mais um momento nos espera!!! Confiram nosso blog e nossas redes sociais Facebook, Instagram. 

Facebook: Companhia dos Pés

 Instagram: @companhia.dos_pes


Programação:

Teatro Jofre Soares - SESC CENTRO Rua Barão de Alagoas, 229, Centro – Maceió, AL Dia 23 de outubro de 2017 as 19h Teatro Hermeto Pascoal – SESC ARAPIRACA R. Manoel Francisco Cazuza, s/n - Santa Edwiges, Arapiraca, AL Dia 18 de novembro de 2017 as 19:30

Apresentação Maceió no FESTAL Teatro Jofre Soares - SESC CENTRO Rua Barão de Alagoas, 229, Centro – Maceió, AL Dia 23 de outubro de 2017 as 19h Apresentação Arapiraca no Sesc Arapiraca Teatro Hermeto Pascoal – SESC ARAPIRACA R. Manoel Francisco Cazuza, s/n - Santa Edwiges, Arapiraca, AL Dia 18 de novembro de 2017 as 19:30

Foto: Nivaldo Vasconcelos

Realização:







Apoio:




quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Mais de Dança anfíbia!!

Ontem tivemos mais uma noite de Dança anfíbia no Rex bar. Nosso trabalho está aquecendo à medida que as apresentações vão se dando e é muito bom receber o retorno das pessoas, suas percepções, sensações postas em gestos e em palavras após a apresentação. Ontem algumas pessoas relataram que o espetáculo as tocaram de tal modo que as levaram ao choro. Uma devolutiva nova para nós!  Estamos muito agradecidos!

Hoje tem mais!!!

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Dança anfíbia no Rex bar!!!

Já dançamos em teatros, na rua, no mar. numa ponte, em um cemitério, agora a experiência nova de dançar em um bar! E que bar!!! Um lugar especial!!! O Rex bar vem se configurando como um espaço especial para o fomento das artes em Maceió. Hoje e amanhã tem mais!! E que venham outras experiências neste espaço!

domingo, 4 de dezembro de 2016

Estreia Dança anfíbia

Nesta quinta feira, dia 1º de dezembro estreamos nosso novo espetáculo Dança anfíbia. Inspirado na metáfora de Gilberto Freyre de ser a gente alagoana uma gente anfíbia, o espetáculo discute as ambiguidades que perpassam a complexidade do que é ser humano. Dialogando com aspectos da cultura local tocamos à questão da relação com o outro a partir da imagem da ilha, lançada por Dirceu Lindoso como a própria metáfora da cultura alagoana, sendo ela, a ilha, em si uma instãncia anfíbia pela codepenência entre terra e água que lhe conferem a identidade de ser ilha. Dança anfíbia será apresentado ainda no SESC Arapiraca, no espaço cultural universitário, dentro da programação do Caité/UFAL, no dia 09 de dezembro às 19 horas e no Rex Bar às 20 hrs nos dias 12,13 e 14 de dez.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Cia dos Pés comemora 16 Anos 




A Companhia dos Pés abre convocatória para selecionar três projetos autorais de investigação em Dança Contemporânea.
Até o dia 30 de Julho de 2016 , a Cia dos Pés recebe inscrições online de artistas interessados em dialogar sobre seus processos autorais se colocando como interlocutora dos projetos investigativos propostos pelos próprios artistas. O laboratório terá duração de três meses e cada projeto selecionado receberá uma ajuda de custo. Esta ação faz parte das diversas atividades que compõem a programação do projeto Cia dos Pés 16 Anos selecionado no Prêmio Eris Maximiano 2015 da Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió.

Link para envio de propostas:

https://docs.com/companhia-dos-pes/2447/formularios-cia-dos-pes-16-anos

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016


SALA DE ENSAIO Nº 2 - Dança anfíbia